No dia 26 de janeiro de 2020, um domingo como outro qualquer na Califórnia, o mundo parou por causa de uma notícia trágica: um helicóptero particular que transportava nove pessoas caiu em meio a uma densa neblina em Calabasas, subúrbio de Los Angeles. Todas as pessoas a bordo morreram.

Porém, foi a notícia da morte de Kobe Bryant, uma das maiores lendas do basquete mundial, que causou maior impacto. Bryant, também conhecido como Black Mamba, jogou 20 temporadas pelo Los Angeles Lakers, conquistando cinco títulos da NBA. Além do talento dentro das quadras, Kobe Bryant era admirado por sua determinação, espírito competitivo e por ser considerado um exemplo de pai dedicado.

O acidente aconteceu quando Kobe, acompanhado de sua filha Gianna, de 13 anos, e de outras sete pessoas, seguia para a Academia Mamba, em Thousand Oaks, para um torneio de basquete juvenil. De acordo com relatos da imprensa, o acidente aconteceu cerca de dez minutos após a decolagem, quando o helicóptero atingiu um penhasco e explodiu em chamas.

Além de Kobe e Gianna, outras sete pessoas morreram no acidente: John Altobelli (56), técnico de beisebol; Keri Altobelli (46), esposa de John; Alyssa Altobelli (14), filha de John e Keri; Sarah Chester (45) e sua filha Payton (13); Christina Mauser (38), treinadora de basquete; e o piloto Ara Zobayan (50).

A notícia abalou o mundo do esporte, da cultura e das celebridades em geral. Várias personalidades manifestaram suas condolências e solidariedade às famílias das vítimas. As homenagens a Kobe Bryant, em especial, se multiplicaram em todo o mundo. O Staples Center, ginásio do Los Angeles Lakers, se transformou em um memorial improvisado, com fãs deixando flores e cartazes em homenagem ao astro.

O acidente ainda é objeto de investigação pelas autoridades norte-americanas e internacionais de aviação. As condições climáticas adversas - o fato de que a densa neblina havia levado ao cancelamento de voos comerciais na região - estão sendo apontadas como uma das causas do acidente.

Mesmo após meses da tragédia, o luto pelas vítimas ainda é forte. A morte de Kobe e Gianna Bryant foi sentida como uma perda irreparável para seus fãs, para o basquete e para o esporte mundial.

Em resumo, o acidente de helicóptero que vitimou Kobe Bryant e oito outras pessoas em 26 de janeiro de 2020 é considerado como uma das maiores tragédias recentes do mundo do esporte e da cultura. A morte de Kobe e Gianna Bryant, em particular, desencadeou uma onda de comoção, homenagens e luto em todo o mundo.